• 193 
  •  
  •  
  •  
  •  

Oficiais da Defesa Civil Estadual e do Corpo de Bombeiros RJ participam de capacitação no Tribunal de Contas do Estado 

 
Curso vai auxiliar no aprimoramento da recém-criada Assessoria de Controle Interno da corporação
 
Um grupo de oficiais da Secretaria de Estado de Defesa Civil (Sedec-RJ) e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) participa de um programa de capacitação em administração pública na Escola de Contas e Gestão do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (ECG/TCE-RJ). 
 
A instrução, com foco em Controle Interno, busca preparar civis e militares da Segurança Pública do Estado para questões administrativas que o Gabinete de Intervenção Federal (GIF) enfrenta durante sua operação no Estado do Rio de Janeiro. 
 
Presencial, o curso tem carga horária total de 488 horas e é composto por 19 matérias. As aulas, que vão até dezembro, acontecem de segunda à sexta-feira, nas dependências da ECG, no Centro, e vão auxiliar no aprimoramento da recém-criada Assessoria de Controle Interno (ACI) da Sedec-RJ/CBMERJ.
 
- O controle Interno tem papel fundamental na gestão pública, com foco na eficiência. Nossa principal missão será apoiar o controle externo no exercício de sua missão institucional e propor melhorias nas diversas áreas de atuação da Sedec-RJ, em conformidade com os princípios impostos pelo ordenamento jurídico. Para alcançarmos esse nível de excelência em gestão, serão implementadas, cautelosamente, ações de controle com foco no planejamento estratégico, nas ações preventivas e na constante capacitação da força de trabalho - afirmou o coronel  Leonardo Gama e Silva Langer, assessor de Controle Interno da Sedec-RJ.
 
Também participam do programa representantes dos demais órgãos intervencionados, como Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (PCERJ), Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ), Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e Secretaria de Estado de Segurança (Seseg).
 
- Essa é uma ação estruturante, que explicita bem o quão cooperativa é essa atividade do Gabinete de Intervenção Federal. Enxergamos a Intervenção Federal como uma janela de oportunidade - disse o subsecretário de Intervenção Federal, General Paulo Roberto Pimentel.